P. Rocha compartilhou
P. Rocha compartilhou

- eu: Então o bozo fez mais uma merda...
- o palhaço Bozo: Po, mais respeito. Não usa meu nome pra falar desse cara
- eu: É, tem razão. Então o 'coisa ruim'...
- diabo: Ei, bicho, assim não dá
- eu: Foi mal. Mas o que 'aquele que não deve ser nomeado' fez foi...
- voldemort: Epa!

recentemente me dei conta que me olhar no espelho é algo que me causa um certo desconforto...

Gente, meu projeto está com uma vaga aberta para dev. A princípio a vaga é para sênior, mas também cogitamos estamos mirando em contratar um pleno que esteja disposto a aprender eventuais lacunas de currículo. A princípio o foco é em alguém com experiência em dev web Angular, versado em front-end. Saber Java é um bônus. Contratação CLT, paga razoavelmente bem, ter mestrado/doutorado conta a favor. Ambiente tranquilo, não há exigência de horas extras, e consegue acomodar algum trabalho remoto.

P. Rocha compartilhou

Hoje fui caminhar na praia de manhã. Ao final da caminhada, senti as endorfinas todas e blablabla. Minha onda tomando um milkshake é mto maior, mais fácil, dura mais e mais prazeorosa....

acho, inclusive, que ao longo de minha vida, pautei diversas de minhas relações com situações assim. isso explicaria muita coisa, inclusive...

catarse do dia: não estar me sentindo bem não me dá carta branca para exigir afeto e amparo dos outros. Inclusive, sobrecarregar o outro com minhas questões sem que o outro dê oportunidade para isso antes, pode gerar até uma situação em que o outro se sente pressionado a dar amparo. Acho até que é uma espécie de chantagem emocional, pq o outro pode se sentir insensível de não querer ser o amparo que eu estou buscando, e aí acaba cedendo à pressão implícita. Uma espécie de extorsão emocional.

não dá mais para continuar indo a esses almoços familiares em que eles fingem que nada aconteceu. só me sinto sufocada e refém de uma grande chantagem emocional. estar com minha família era para ser bom, seguro, mas atualmente está muito longe disso tudo. não vai ser fácil, mas preciso focar no meu bem estar. enfim...

as vezes é bem solitária essa vida, viu? tá foda...

Site de notícia gosta dessa coisa de mostrar o conteúdo inteiro e depois colocar um painel por cima impedindo acesso ao conteúdo... galera é meio idiota, não? Se quer realmente que o conteúdo não seja lido, nem envia o conteúdo à priori. As vezes, basta um "escape" no momento certo para conseguir ler o conteúdo...

Hoje voltando pra casa do almoço, ficou totalmente evidente que eu estava "chapada" após comer. Comer me dá onda. Comer bem, coisas gostosas, salgado, doce, ter uma bela refeição - e quanto mais, melhor - é algo que me faz ficar surfando em endorfinas depois. Eu estava voltando de um restaurante desses com comida liberada, coma à vontade, uma coisa deliciosa atrás da outra. A comida é a minha droga, e eu, definitivamente, sou viciada nela.
Não sei, honestamente, o que fazer com essa epifania...

a gambiarra virou a regra, e nem há pudor algum quanto a isso... (e olha que não to nem usando isso de metáfora pra falar de política, to falando de código mesmo...)

"Solidão é estar sempre arrodeada de pessoas que te “admiram”, que te “compreendem”, mas no final do dia terminar sozinha."

Texto preciso.
transfeminista.wordpress.com/2

Eu quero acreditar!

netflix.com/br-en/title/810838
netflix.com/br-en/title/801717

(as teorias conspiratórias do Unacknowledged são difíceis de engolir, de fato... mas a vontade de que as descobertas sejam verdade é maior :P )

Mostrar mais
Mastodon(te)

O masto.donte.com.br é uma instância moderada com um foco em usuários do Brasil, mas usuários de outros lugares (e outras línguas) são bem vindos. Discursos de ódio são proibidos. Usuários que não respeitem as regras serão silenciados ou suspensos, dependendo da severidade da violação.