Seguir

Reportagem da Folha aponta que o uso excessivo do WhatsApp e cobranças de empregadores pelo app podem gerar ansiedade e hipervigilância: www1.folha.uol.com.br/equilibr

Lá vem ele — sim, o 🧶 com dicas de privacidade para o famigerado WhatsApp. 1/

Em Ajustes > Conta > Privacidade, defina a opção “Visto por último” para “Ninguém”. Dessa forma, seus contatos não saberão quando você esteve online pela última vez. (Note que o indicador de “online” continua aparecendo quando você está com o app aberto.) 2/

Se você usa o Status (os Stories do WhatsApp), nessa mesma tela pode filtrar quem pode vê-los. É uma boa, por exemplo, marcar “Meus contatos, exceto…” e escolher seu empregador e/ou colegas de trabalho. 3/

Na mesma tela, mais abaixo, desmarque a opção “Confirmações de leitura”. Isso elimina o tique duplo azul, que denuncia quando você leu uma mensagem. Note que você também perde o tique azul nas mensagens que envio. Outra: essa opção não vale para áudios e grupos. 4/

Dica: outros apps de mensagens, como Signal e iMessage (iOS), não têm o indicador de contato online. (E provavelmente não tem seu chefe também.)

O Signal está disponível para Android e iOS: signal.org/pt_BR/ 5/

Para empregadores quem abusam do WhatsApp, a recomendação do especialista ouvido é “conversar diretamente com o empregador é o ideal para manter a relação de trabalho saudável nesses casos”. Boa sorte 🙃 6/6

@manualdousuario esse último conselho tem uma energia "não temos wifi conversem entre si" levemente assustadora

@manualdousuario
Segure o ícone do aplicativo, àquele verdinho,em seguida mova para a função Desinstalar no Android. Pronto!

#deletewhatsapp #deletegafam #saúdemental

Entre para participar dessa conversa
Mastodon(te)

O masto.donte.com.br é uma instância moderada com um foco em usuários do Brasil, mas usuários de outros lugares (e outras línguas) são bem vindos. Discursos de ódio são proibidos. Usuários que não respeitem as regras serão silenciados ou suspensos, dependendo da severidade da violação.