Seguir

será se um dia eu vou entender o diretório /usr

@dani inicialmente só tinha o raiz com coisas do sistema unix mesmo:
bin: programas
lib: bibliotecas
etc: configuração...
E sei lá mais o q, mas alguém colocou um hd maior e disse q era pra botar programas de usuário aí replicou a mesma estrutura com /usr/bin /usr/lib...
O /usr/local foi onde ficava o hd local da máquina (o resto era acessado por nfs) aí quando o próprio usuário compila o binário vai parar em /usr/local/bin
Tem outras coisas q surgiram depois tipo o /proc q veio do plan9

@aldonogueira saquei! bom saber o contexto, fica bem mais lógico. Tava fuçando o usr/share agora e vendo umas opções de configuração que eu nem sabia que existia haha, vou explorar mais

@dani é mais simples do que parece essa coisa dos diretórios:

um programa fica instalado em vários diretórios porque cada um indica uma função, então em /var tem as coisas que não são feitas para serem permanentes, como cache, em /bin ficam os binários, em /usr ficam os programas "em si", distros como o arch colocar /bin como um link simbólico para /usr/bin para dizer que todo o programa tá lá se em /usr/bin estão os binários, em /usr/share estão as coisas usadas para iniciar cada execução

@dani lógico, falando isso a grosso modo, bem simplificado, depois tu pega os detalhes, mas a idéia é essa aí

@fractalverse hmmm minha confusão maior é com esses subdiretórios, tipo /usr/share e /usr/local (que tem outros subdiretórios dentro). O que faz um programa estar no /usr e outro no /usr/local por exemplo?

@dani isso realmente varia de programa para programa e tem uns detalhes que variam de distro para distro, mas normalmente o /usr/local é um espaço usado para compilar programas, cujo código fonte fica em /usr/src, aqui mesmo fica vazio porque eu quando compilo é só pelo aur ou projeto pessoal em rust, mas no gentoo o uso desse diretório é bem mais frequente

@dani outros interessantes são o /usr/lib onde ficam instalados as dependências de python, de node, e até libs em C ou C++ tenham sido instaladas como dependência ou façam parte dos próprios programas

@fractalverse brigado pela aula hehe pra mim era um mistério existir bin, share, local, local/bin e local/share em vez de um diretório só com os programas em subpastas e pronto... mas fez bem mais sentido agora haha

@dani e sabe o mais maluco? tem isso na sua /home também, é a mesma estrutura para instalar as coisas localmente (por favor, faça isso se você achar que o que você tá instalando manualmente literalmente vai fuder o SO), tem distro que tira ~/.loca/bin do path mas é simples resolver isso, também é uma boa medida de segurança ajustar as permissões para evitar virus (esse é o motivo que quase nenhuma distro usa instalação local)

@dani ah, isso daí é coisa do unix, serve justamente para facilitar listar e encontrar as coisas e quando dá um erro saber se foi numa lib, no executável ou outra parte do programa, acho que o que melhor define as distors unix-like é isso aí, aqui tem uma explicação mais clara que a minha: linuxhandbook.com/linux-direct

Entre para participar dessa conversa
Mastodon(te)

O masto.donte.com.br é uma instância moderada com um foco em usuários do Brasil, mas usuários de outros lugares (e outras línguas) são bem vindos. Discursos de ódio são proibidos. Usuários que não respeitem as regras serão silenciados ou suspensos, dependendo da severidade da violação.