Seguir

aproveitando o gancho do discurso, ontem eu assisti Rafiki, um filme do Quênia sobre um casal sapatão.

o filme é delicado, sobre romance inserido na realidade queniana. ele tem cena de violência, então cuidado com os gatilhos (fiquem bem).

foi pra Cannes, mas foi proibido no Quênia, visto que lá a homossexualidade é crime (e pode levar a 14 anos de prisão). a diretora, Wanuri Kahiu, tá respondendo vários processos por ter feito esse filme, inclusive.

fica aí a recomendação.

Entre para participar dessa conversa
Mastodon(te)

O masto.donte.com.br é uma instância moderada com um foco em usuários do Brasil, mas usuários de outros lugares (e outras línguas) são bem vindos. Discursos de ódio são proibidos. Usuários que não respeitem as regras serão silenciados ou suspensos, dependendo da severidade da violação.