Tecnocracia é o conceito de que uma nova tecnologia revoluciona a cultura, a transforma profundamente, estabelecendo novos parâmetros, novos normais.
É importante lembrar disso para tentar entender porque as redes sociais se tornaram o ambiente tóxico que são, e porque o Fediverso está, em parte, imune a isso.

Ou, em outras palavras, porque o Mastodon não vai virar outro Twitter.

Abre aí as respostas para ver. 👇

As pessoas vão se comportar diferente em diferentes plataformas, porque cada uma delas vai incentivar determinados comportamentos. A tecnologia que usamos molda nossa cultura em grande medida.
O Twitter é um jogo constante de "hitar" e "flopar". Algo natural para uma sociedade como a estadunidense, que usa "perdedor" como ofensa.
As redes incentivam esse jogo, porque quanto mais gente tentando hitar, mais usuários e engajamento elas tem.

Mostrar conversa

Por isso criam ferramentas que alimentam nosso narcisismo e incentivam comportamentos tóxicos.
O RT comentado, a contagem de curtidas e retuítes, a exibição repetida dos mesmos tuítes que conseguiram hitar, a separação dos usuários entre os pobres mortais e os verificados. Tudo isso são mecanismos que tem parcela de culpa na situação atual das redes.

Mostrar conversa
Seguir

O fediverso e em especial o Mastodon tem uma preocupação em desfazer essa programação, fazer uma rede que não seja esse jogo narcísico de popularidade.
Está na arquitetura, está em detalhes, está em opções.
Essas escolhas geram um substrato tecnológico que é ineficiente para o jogo, que o desestimula.
Sempre quis uma opção no twitter que desligasse notificaçõs para curtidas. Aqui tem. Não preciso saber quantas curtidas algo tem. Preciso saber quando alguém comenta, porque talvez queira responder

Qual o problema do jogo?
Para manter o círculo de atenção funcionando, a melhor estratégia é ser tóxico. Ser agressivo, doutrinário, desrespeitoso.
O Twitter não é tóxico por acidente, ou por causa das pessoas, mas porque foi planejado assim. Foi cuidadosamente construído para fazer emergir o pior em nós, que, dentro dessa plataforma, começamos a seguir essas regras.
A leniência da moderação com os piores, mais agressivos e tóxicos usuários, porque geram muito engajamento é o toque final.

Mostrar conversa

Hitar é um evento público. Seus amigos aparecem nas respostas dando os parabéns, dizendo "te conheci antes da fama". É público, porque o twitter modela a timeline algorítmica para fazer ser público.
Essa tecnologia simplesmente não existe aqui.
E é ela que torna o troll uma subcelebridade. Sem ela, é apenas um troll.

Mostrar conversa

Claro, muitos recém chegados vão repetir as estratégias para as quais foram treinados pelo twitter no Mastodon. Mas essa estratégia vai falhar, pelo simples fato que esta tecnologia não permite que o jogo seja jogado. Não permite que o hit aconteça e que seja percebido pelos vizinhos.
Não recompensa os piores instintos dentro de nós.

(E a moderação não é leniente com os abusadores)

Mostrar conversa

Então, as mesmas pessoas vão se adaptar, e começar a fazer o que esta plataforma incentiva e recompensa (interação significativa), ou voltar para o twitter.
Mas não vão criar um twitter federado.

Mostrar conversa

@Cochise Muito bom, e tem muita gente vindo achando que é a mesma coisa, nem pesquisaram pra entender a plataforma primeiro

@lucasrr A gente nunca pesquisa muito para entender, rs.
Mas percebe ao usar o que funciona ou não.

@Cochise Sim, eu não pesquisei muuuito, mas procurei entender como funciona as instancias, e vim nessa pq me pareceu pequena e com pessoas legais. Pelo jeito acertei auhuahua

@Cochise está muito claro isso pra mim. Eu vi algumas tentativas de "lacrar" que simplesmente passaram batidas. Essa coisa do "puxa a cadeira e vamos resolver isso aqui" é muito mais o que eu vejo acontecendo.

@Cochise excelente texto e colocações
Eu acho mesmo que aqui dá um poder muito grande aos usuários, dá opções para mantermos no foco daquilo que nos importa

O Twitter, quando te força a usar aquela TL do algoritmo (força pq a gente sempre altera e eles alteram de volta), fica expondo tweets de gente que vc sequer segue
É muito bizarro pq vc simplesmente deixa de ver o que escolheu ver ao seguir determinadas @ pra ver o que eles querem, perde o sentido de seguir e ser seguidp

@Cochise espero cara! Sua thread me deu uma esperança de uma rede social menos violenta. Vamos vendo pra onde isso aqui vai.

@Cochise gostei muito desse texto, qual que é a intenção do mastodon?

@alexlu criar uma rede social distribuída, federada, que seja saudável, tolerante e acolhedora para pessoas discriminadas.

@Cochise eu nunca fui um usuário muito assíduo do Twitter, eu muito mais li do que escrevi, justamente porque a plataforma (o que inclui os usuários) parecia bem hostil a alguma opinião que não considera de acordo, ver essa toxicidade ser recompensada sempre me desestimulou participar mais, eu não sei se é porque aqui hoje é um lugar novo e tá todo mundo tentando parecer legal, mas de início eu não percebo esse clima tóxico pairando no ar. O que corrobora com o que você disse

@Cochise curti demais esse seu fio sobre a dinâmica das redes sociais.

Infelizmente tá dando algum bug aqui no meu Amaroq e não estou conseguindo te seguir. 😔

@Cochise fiz isso. Abri o Safari aqui, entrei na versão web e deu certinho.

@Cochise

excelente.

Dá pra imaginar impactos no mundo analógico? na vida real cotidiana?

@juliocpjr mais saúde mental? Menos agressividade? Menos normalização de ser escroto?

@Cochise obrigado! Mas será que em algum ponto não vão "comprar" o Mastodon? (Dsclp não sei ainda o modelo de negócio deles)

@screen2 o Mastodon é um programa open source, que um monte de gente roda. Podem até comprar uma dessas instâncias, mas vamos simplesmente sair delas e criar outras.

@Cochise Bom dia, a rede no inicio era uma praça de liberdade para quem estava "diferente" na sociedade.
Depois com o social network como fb/twt/insta a sociedade entrou e virou bagunça outra vez.
Agora outra vez, gente na frente está tentando abrir um lugar de liberdade, o problema será no momento de chegada da "massa critica". Alem das tecnologia que ajuda, la vamos a ver se esta federação terá o poder de continuar um local legal da frequentar.

@Cochise Quem acredita em isso deveria deixar totalmente fb/twt/insta.

Eu desapareci daí um 5 anos atras.

Espero que quem vem pra ca seja aberto a discussão verdadeiras, não só com quem está no mesmo pensamento 100%

@jlb75 @Cochise muito importante pra mim também esse ponto da "chegada massa crítica." Porém ainda mantenho as outras redes pra não perder contatos ainda não migrados e pra ver além da bolha também.

@BrnLng @Cochise Liberdade para cada um de fazer o que quiser. Eu tô fora das outras redes desde 2015 então não tenho problema de contatos pra migrar :)

@Cochise eu acho q por todas essas razões, os ~famosinhos~ do twitter não vao vingar mto aqui. Aqui a galera veio pra trocar ideia, não pra forçar piada pra buscar like ou boost.

@Cochise o muito interessante o Toot! Mas o sentimento do público alvo desta tecnologia não seria estimulado pela fulga daquilo que se tem em outra rede? Mas quando há substituição da rede e aqueles que perderam, não virão? E no final a roda gira gira e acaba no mesmo lugar? Se sim, volto a só ler e paro de falar novamente😞

@LaizaPadilha
Não sei se entendi bem o que quis dizer, mas o que acredito é que as pessoas tem comportamentos ruins no twitter porque a ferramenta incentiva eles. E, essas pessoas, aqui, teriam um comportamento diferente.

@Cochise em resumo, o que eu disse é que será que as pessoas não são as mesmas? Será que precisam de plataforma para impulsionar a toxidade? Ou a t.. está na sociedade e não no meio de comunicação? Ou se Gira gira volta tudo da mesma forma, não precisando de tecnologia para incentivar? (Apenas impulsionando o questionamento)

@LaizaPadilha @Cochise é o ponto importante que comentei em outro toot sobre "chegada da massa crítica"... E me lembra outro ponto importante que é navegar e agrupar mais facilmente as discussões... Um problema grande no :birdsite: e na web em geral

@BrnLng @LaizaPadilha
infelizmente o Mastodon não é muito bom para isso, porque tenta emular o Twitter. Mas existem outras interfaces melhores que usam o mesmo protocolo, e portanto podem se comunicar com todo mundo que está no Mastodon.

O Hubzilla, por exemplo, tem várias ideias interessantes para agrupar conteúdo em fóruns e comunidades.

@Cochise @LaizaPadilha muito bom. Fui testar o Hubzilla e parece ótimo. A função que achei melhor pra isso parece até relativamente simples de adaptar pra qualquer lugar: etiquetar (tag) uma resposta, que depois pode ser filtrada junto às demais.

@BrnLng @LaizaPadilha
gosto muito do projeto. Acho que ele precisa de um polimento na interface, que é um exemplo de "design de programador"
Além disso, tem controles de privacidade mais completos que o Mastodon.

@LaizaPadilha @Cochise A tecnologia sendo livre e descentralizada não existe controle por parte de empresas ou governos. Então não existe um algoritmo como o do Facebook e outros softwares proprietários muito menos uso dos dados e informações dos usuários para venda ou manipulação dos seus sentimentos e desejos. As pessoas se comportam como uma verdadeira comunidade e a administração é feita pelos próprios usuários.

@Cochise muito bom, me sinto mais a vontade aqui exatamente por isso.
Espero não me decepcionar.

@Cochise Menos ego e mais conteúdo! Talvez seja essa proposta que traga iimpacto! ;)

Entre para participar dessa conversa
Mastodon(te)

O masto.donte.com.br é uma instância moderada com um foco em usuários do Brasil, mas usuários de outros lugares (e outras línguas) são bem vindos. Discursos de ódio são proibidos. Usuários que não respeitem as regras serão silenciados ou suspensos, dependendo da severidade da violação.