Cochise César compartilhou

Implementing #ActivityPub in some form, would allow Diaspora users to connect with about 3 times as many users as they can using only the Diaspora protocol standard. That's with a number of apps/ instances not yet rolling out AP support that's in the works. Regardless of how good the Diaspora UI might be for existing users, denying them such a massively increased network reach is poor #UX design.

Pelo menos com a Folha "do nosso lado" a gente depende menos de aberrações DCM.

Cochise César compartilhou

Sério que o DCM foi incapaz de entender a ironia de um site pró armamento questionando as metodologias dos estudos pró desarmamento e está afirmando a sério que propriedade de armas e tamanho do pênis são inversamente proporcionais?

Estão precisando de tradutores melhores.

Aquela sensação que a gente gasta uma quantidade de energia muito maior do que devia pesquisando sobre eventos e publicações científicas que sejam bons de ir ou submeter.

And, if you are going to read the Logic Mag, this piece have some great insights about how tube-sites and big data is shaping porn production.
logicmag.io/06-my-stepdads-hug .

Essa matéria tem de tudo um pouco das minhas insatisfações sobre como o Facebook tem colaborado para destruir a contracultura.

logicmag.io/06-the-antisocial- .

Cochise César compartilhou
Cochise César compartilhou

A venda da Abril abre ma brecha de esperança que eles parem de subsidiar o prejuízo que a Veja causa com as outras revistas e foquem nas boas.

2 mm de esperança.

Qualquer articulador político são vai preferir os Barbalho e Carlos Magalhães a esses neonazistas.
Mas ninguém pode atestar a sanidade do presidente.

Os neonazis e proto da base de apoio do Bolso vão ficar irritados com a primeira, e vão avaliar a continuidade do apoio, mas provavelmente continuam, porque não tem alternativa política que os acolha.

Essa tensão se resolve de dois meios: Bolso recua, e inclui NO/NE ou a direita do NO/NE migra de partido, para alguma da geleia geral, como PROS, e move essa para a oposição.
A esquerda vai ficar feliz com a segunda, e fazer uma aliança estratégica para sabotar o governo.

A disputa regional intra partidária na direita vai crescer, e MUITO. A esquerda já marcou oposição, mas, por ex. no PSDB o pessoal do NO/NE vai querer fazer oposição por interesse regional e o do SE/SU/CO apoiar. Tasso e Dória em rota de colisão, de novo.

- Ninguém espera hegemonia dos segundo e terceiro escalão dos estados, mas...
- A exclusão desses estados importantes abre espaço para que eles assumam liderança regional e organizem a oposição/revolta/separatismo.

Dito isso, sobre os próximos capítulos:

-- no primeiro grupo, SP, MG, RJ, mas também Bahia.
-- no segundo, PR, RS, Pernambuco, Ceará e Pará.
-- no terceiro todo o resto
--- Isso dá nove estados que "importam", que um governo necessariamente precisa acolher, sendo quatro no NE/NO.

-- Alguns estados grandes formam o primeiro escalão da república. Se espera e aceita que estes tenham primazia.
-- Um segundo grupo de estados importantes também tem poderes de exigir espaço.
-- Um terceiro grupo é periférico e não tem força para impor posições no arranjo.

- Essa primazia da ideologia não acabou com a disputa regional, mas a moveu para dentro dos partidos, onde existe e é forte.
- A questão regional tem especifidades importantes. Cláudia Viscardi chama de "Distribuição desigual do poder". Vamos aos detalhes.

Mostrar mais
Mastodon(te)

O masto.donte.com.br é uma instância moderada com um foco em usuários do Brasil, mas usuários de outros lugares (e outras línguas) são bem vindos. Discursos de ódio são proibidos. Usuários que não respeitem as regras serão silenciados ou suspensos, dependendo da severidade da violação.